Partido maoísta amplia vantagem em eleição no Nepal

O Partido Comunista do Nepal (PCN-M), formado por rebeldes maoístas, ampliou nesta segunda feira (14/4) sua liderança na eleição para a formação de uma Assembléia Constituinte no país. Segundo resultados parciais, os maoístas já teriam conquistado 108 dos 196 distritos onde a apuração já foi encerrada.

O Centrista Partido do Congresso Nepalês conquistou 31 cadeiras enquanto o Partido Comunista do Nepal (marxistas-leninistas unidos), ficou até o momento com 27. Contudo, mais da metade das 601 assentos da Assembléia Constituinte será distribuída de acordo com percentual de votos obtidos por cada partido. Estima-se que somente no final de semana será possível se ter uma idéia de como ficará a distribuição das vagas para a Assembléia.

A Vitória do PCN(M) deve selar o fim da monarquia e a criação de uma nova República no país. Os maoístas chegam ao poder pelas urnas após mais de dez anos de rebelião armada que custou a vida de 130 mil pessoas. O partido é considerado uma organização terrorista pelos Estados Unidos.

Leia também: Uma vitória histórica no Nepal

no Periferia do Império.

Comentários