Descalabro tucano, RS – O modus vivendi da tropa do coronel Mendes: POLICIAL ESVAZIA PNEU DE CARRO DO SINDICATO, DEPREDADO EM SEGUIDA PELOS POLICIAIS



Um dia depois da pancadaria protagonizada pela Brigada Militar para reprimir uma manifestação contra a corrupção no governo Yeda Crusius (PSDB), seguem os relatos de arbitrariedades e infrações a lei cometidos pela tropa do coronel Paulo Mendes, novo comandante da corporação. O fotógrafo Ronaldo Franco de Oliveira flagrou o momento onde um homem da Brigada Militar esvazia os pneus do carro do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), minutos antes de o coronel Mendes ordenar que os cacetetes, bombas de gás e balas de borracha entrassem em ação. Após o confronto, o carro foi destruído a bala e chutes pelos policiais, segundo relato de integrantes do sindicato. No programa Conversas Cruzadas (TVCOM), ontem à noite, o coronel Mendes negou que seus homens tivessem cometido qualquer tipo de irregularidade.

A foto mostra o contrário. Agachado, o PM esvazia tranqüilamente o pneu do carro do sindicato. Ao seu lado, acompanhando e protegendo o brigadiano estão outros brigadianos a paisana, provavelmente homens da famosa PM2, a “polícia secreta” da Brigada Militar. O coronel Mendes vem usando os homens da PM2 para acompanhar os movimentos sociais e até mesmo fazer investigações ilegais. Cabe lembrar que o trabalho de investigação é de atribuição da Polícia Civil. Há policiais civis insatisfeitos com o procedimento da “polícia secreta” da Brigada que está realizando investigações à revelia da lei e às vezes até mesmo atrapalhando investigações da Polícia Civil, resultando, inclusive, em prisões ilegais. Os homens da PM2 estão acompanhando as manifestações e outras atividades dos movimentos sociais. O coronel Mendes conta com esse serviço de inteligência para antecipar movimentos e facilitar a repressão.

Cf.: RS Urgente

Comentários