Descalabro tucano, SP – SERRA, CADÊ VOCÊ? quebra-quebra de camelôs, engarrafamentos, professores da rede estadual em greve por tempo indeterminado



O dia de hoje na cidade de São Paulo notabilizou-se por um quebra-quebra de camelôs no centro da cidade, engarrafamento nas Marginais no início da noite e o fechamento da principal avenida da cidade, a Avenida Paulista, por professores da rede estadual de ensino, que decretaram em greve por tempo indeterminado.

Cf. versão integral em: Conversa Afiada

Choque de gestão tucana na educação: Professores estaduais de SP decretam greve

“Os professores da rede estadual de ensino de São Paulo decidiram hoje, em assembléia, entrar em greve por tempo indeterminado a partir de hoje. Segundo o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), o protesto é, principalmente, contra o Decreto 53.037, assinado pelo governador José Serra (PSDB) no dia 28, que altera remoções, substituições e contratações temporárias da categoria.

Eles pedem também reajuste salarial, plano de carreira, extensão de gratificações a professores aposentados e melhores condições de trabalho em sala de aula. Entre as reivindicações de uma pauta entregue em janeiro a Serra, estão ainda a limitação de 35 alunos por turma e o fim da progressão continuada dos estudantes.”
A Tarde / AE
Matéria Completa, ::Aqui::

Reivindicações:

*Revogação do Decreto 53037/08, que impõe vários prejuízos à categoria;
*Reajuste salarial;
*Um novo Plano de Carreira;
*Fim da aprovação automática;
*Liberdade de cátedra;
*Extensão do ALE para todas as unidades;
*Gestão democrática e autonomia da escola;
*No máximo 35 alunos por sala;
*Melhores condições de trabalho;
*Incorporação das gratificações com extensão aos aposentados;
*Concurso público estadual;
*Garantia de emprego e estabilidade a todos os professores.
APEOESP / Foto: concentração na Praça da Republica, São Paulo

dica: Brasil! Brasil!

Comentários