EVO MORALES CRITICA A "DIRECTIVA DE RETORNO" DA UE, ameaça as negociações comerciais entre Comunidade Andina e UE e mais rigor nos vistos a europeus

O presidente da Bolívia, Evo Morales, criticou asperamente a chamada directiva de retorno a que chamou "directiva da vergonha", que prevê a prisão por 18 meses de imigrantes indocumentados na Europa. Morales ameaçou bloquear as negociações comerciais entre a Comunidade Andina e a UE e impor mais rigor nos vistos a europeus. Neste sábado, às 15h, associações de imigrantes fazem em Lisboa uma concentração contra a directiva.

Cf. versão integral em: Esquerda.Net

Comentários