O salto da CNN que ameaça a Fox News

O candidato democrata Barack Obama, como costumo lembrar, já fez história ao se tornar o primeiro negro a ter sua indicação presidencial aprovada num dos dois grandes partidos dos EUA. Ele ainda corre o risco de contribuir para outros marcos. Por exemplo, a derrubada da Fox News Channel (FNC) da liderança na audiência das redes de TV a cabo dedicadas exclusivamente ao jornalismo.

Um indício claro de que isso poderá acontecer foi registrado no último sábado pelo New York Times (leia AQUI), com base em pesquisa Nielsen (o ibope deles). Graças à campanha democrata, a audiência no horário nobre das duas redes rivais da FNC - a CNN, do império Time Warner, e a MSNBC, criada numa associação entre a NBC (propriedade da General Electric) e a Microsoft - cresceu bem mais do que a do império de Rupert Murdoch.

A mudança, conforme destacou a reportagem do Times, ocorreu precisamente na faixa etária que mais atrai os anunciantes e as agências de propaganda - ou seja, dos 25 aos 54 anos de idade. Entre os telespectadores desse grupo, a audiência no horário nobre da FNC era antes mais do dobro da CNN: 530 mil contra 248 mil. Mas de janeiro a junho deste ano a Fox caiu para 440 mil e a CNN subiu para 420 mil.

O formato que Turner criou

Esses números equivalem a um quase-empate. O salto da CNN foi superior, em média, a 170 mil telespectadores, a cada noite, no horário mais cobiçado da TV. Ao mesmo tempo, a FNC perdia nada menos de 90 mil. A outra rival, MSNBC, cresceu ainda mais que a CNN: 181 mil, em boa parte empurrada pelo programa do liberal Keith Olbermann (foto abaixo, à direita) - uma ameaça direta a Bill O’Reilly, o campeão de audiência da FNC[...]

Cf. versão integral em: Blog do Argemiro Ferreira

Comentários