O sargento algemado – x Jorge Vieira

Tendo terminado de ler o capítulo "A culpa é de 68" do recente livro de Zuenir Ventura, em que ele relata as torturas sofridas por Criméia, grávida, esposa de André Grabois, nos porões da ditadura militar, eis que indignado, me dirijo à televisão, para acompanhar o "Jornal das Dez" da Globo News, e a indignação vai ao pico, quando vejo o sargento homossexual, sendo levado algemado para ser interrogado por um tribunal militar como se fosse a coisa mais natural do mundo.

Nenhuma reação da grande imprensa nanica tupiniquim, nenhum editorial do Estadão (agora Global), nenhum editorial da neo-liberal Folha de São Paulo, nenhum comentário indignado do Jabour, nenhum comentário que valha a pena ser lido em Blog nenhum, nenhum comentário de Caetano (preocupado com o Fidel), nenhum comentário teu sobre esse episódio da mais odiosa discriminação contra minorias como muito ví nos meus 62 anos de vida.

Pasmem: nenhuma manifestação dos movimentos GLST's.

Afinal de contas o que há com a sociedade civil brasileira ? Nos países vizinhos, a questão militar, sequela dos anos de chumbo, foi exemplarmente resolvida.

No Brasil, os civis ainda vivem sobressaltados com manifestações de clubes militares e de comandantes militares que desrespeitam a autoridade do Presidente da República. Até quando vamos viver chamando soldado de senhor

Cf.: Blog do Nassif

Comentários