Trabalhadores informais terão direitos aos benefícios da Previdência Social

Após o anúncio da criação de uma contribuição específica para os trabalhadores informais, o Presidente do Sindicato dos trabalhadores da economia informal de São Paulo, Marcelo Menezes, atenta para a necessidade de difundir a notícia.

“Isso é favorável, mas nós temos que passar a notícia para a massa de trabalhadores informais”, diz Menezes.

O Ministro da Previdência, José Pimentel, explica que para ter direito aos benefícios da Previdência e à aposentadoria, os trabalhadores terão de que contribuir com R$50,00 por mês, debitados na conta de luz. Assim, o contribuinte terá um CNPJ e estará isento do pagamento de imposto de renda.

Menezes apenas ressalta que, no caso de trabalhadores que não tem residência fixa, seria necessário pensar em outra solução para cobrar a taxa do contribuinte.

Menezes ainda lembra que a situação dos trabalhadores informais em São Paulo está crítica, já que estão impossibilitados de se cadastrar na prefeitura desde que o termo de permissão de uso, o TPU, foi cancelado pelo subprefeito André Matarazzo.

Cf. versão integral em: Agência Pulsar Brasil

Comentários