WAR, INC. – SÁTIRA EXPÕE A PRIVATIZAÇÃO DA GUERRA por bandidos corporativos, na vida real, violam regras militares e éticas, torturam e ficam impunes

Você já conhece a história mas agora vai saber mais sobre ela. Os bilhões de dólares embolsados, graças à guerra do Iraque e ao governo Bush, por corporações como Blackwater (multinacional de mercenários), Halliburton (antes presidida pelo vice-presidente Dick Cheney) e Bechtel são o tema da sátira War, Inc, dirigida por Joshua Seftel e que John Cusack co-escreveu, co-produziu e estrelou juntamente com Ben Kingsley, Hilary Duff, Marisa Tomei e, no papel de certo vice-presidente dos EUA, Dan Aykroyd.

“Que altos assessores estão ligados a tais aproveitadores que faturam com a guerra?” - pergunta Cusack num comercial de televisão do filme, ligando as imagens de John McCain e George Bush. “Aposto que você não conseguirá distinguir um do outro”, diz o ator-produtor. Ele também divulga o filme em entrevistas à TV, inclusive à excelente Amy Goodman, do programa alternativo “Democracy Now!” (clique aqui, no YouTube, para ouvir Cusack falar, de Londres, a Goodman, o co-âncora Juan Gonzalez e o jornalista Jeremy Scahill, autor de um livro sobre a Blackwater).

Alguns já definem o filme como “um ataque impiedoso, corrosivo e ousadamente engraçado à fúria da direita na obsessão de privatizar a guerra”. Embora críticos o tenham encarado com reservas no primeiro momento, a reação das pessoas está surpreendendo. E a surpresa tende a ampliar o interesse do público, como no caso do documentário Farenheit 9/11, de Michael Moore, também lançado num ano (2004) de eleições presidenciais (Leia AQUI entrevista de Cusack ao site AlterNet e o trailer do filme).

Cf. versão integral em: Blog do Argemiro Ferreira

Comentários