Law and Order numa França novamente com subúrbio em chamas e pelos mesmos motivos tão banais das convulsões sociais de 2005 e 2007

.



[fotos e dados copiados do la haine e do contra o capital]

Repete-se a história: há três dias, num subúrbio pobre, jovem descendente de árabes, Mohamed Benmouna, 21, sob custódia policial, obteve êxito em se estrangular com cordão de sapato e "suicidou-se".

Como essas histórias rolam por lá e não colam, o pau come. E de novo o bixo pegou.

Pela terceira noite consecutiva, carros queimados, noites com quebra-paus generalizados, detenção de dezenas de manifestantes.

Será novamente decretado toque de recolher, estado de emergência, suspensão de direitos individuais? As autoridades policiais admitirão o assassinato? Sarkozy virá com algum plano miraculoso de reinserção dos excluídos etc. e tal?

A coisa está no seguinte pé: enquanto o capitalismo realmente existente prossegue o despudorado sucateamento social, prosseguem, também na União Européia, as gigantescas alocações de fundos públicos a subvencionar auxílios a pobres banqueiros, especuladores e cassino financeiro em geral sob dificuldades que, não contornadas por tamanha e somente nesse caso nada deficitária transferência de fundos públicos, certamente provocariam, só então, tais temíveis colapsos sistêmicos.

Eis o papel do Estado hoje: por um lado, protege os interesses da moeda, e, por outro,
law and order, a polícia é lançada sobre a malta, e encarcera os desviantes, não sem uns acidentinhos de trabalho de vez em quando.

As velhas duas perguntinhas sempre tão inconveniente: até quando e o quê fazer?

.

Comentários

José Carlos disse…
Caro colega palestrino, sabe que o blog Fatos e Dados da Petrobras está concorrendo ao “Top 10 who are changing the World of Internet and Politics” e quem quiser votar é só ir nesse site:
http://www.politicsonline.com/content/main/specialreports/2009/top10_2009/vote.asp

Abraços José Carlos
Anônimo disse…
você foi generoso com o "capitalismo hoje". Abs.
Angelita