o que Brasília fará agora que a espionagem foi "descoberta"?

Do que precisamos? Faltavam provas? Agora as há.

Finalmente se torna "notícia" o que várias vezes a militância já denunciara.

Agora é hora da diplomacia latino-americana mostrar seus dentes, morder, e passar merthiolate dando risadinha.

Só que ontem, no JN, ministro Paulo Bernardo agiu como mero porta-voz dos EUA...

Será que, também nesse quesito, o bloco no poder em Brasília, em nome da "governabilidade" e das "alianças", não será pró-ativo e se fingirá de morto?

Comentários