'Ana e os Lobos' e os tempos em que a Porta da Lei é também o de sua violação

...


Ontem à noite, antes de ir lecionar, revi o 'Ana e os Lobos', de Carlos Saura (1973, Espanha franquista).

Foi meu modo de tentar sair do torpor que me abateu após constatado pelo DIAP que, nesse domingo, se formou um Congresso que é o mais reacionário desde o golpe dos gorilas de 1964.

Estão todos, lá como cá, milionários, fanáticos religiosos, a bancada da bala, o bananão coxinha, crianças mimadas seminuas, dona de casa impotente, achando que podem fazer e acontecer...

Só espero que não tenhamos, ao final desse ciclo de horrores que se abriu, a mesma sorte da protagonista, alegoria do que se passa com o povo (com 'p' minúsculo) quando se entrega passivamente à Porta da Lei que é também a da sua violação.

...

Comentários