luz no fim do túnel


É um trem a nos atropelar vindo em sentido contrário a luz que nos ilumina nesse túnel que vemos ao longe, e não é de hoje.

A esquerda radical tem mesmo de ir para além da ex-esquerda e sua prostração ao status quo sob o manto da governamentalidade

Porém tudo o que se passe por esquerda hoje precisa se reinventar. 

Por ora, todos estamos submersos em políticas e decisões apenas nos silenciam, castram, deslegitimam, podam, censuram, exterminam, assassinam sob o mantra da democracia liberal de mercado.

A leitura desse texto (aqui) de Zizek, somada à desse outro (aqui) do Boaventura, mostra que a causa de nossas angústias com Moro et al. são bem mais profundas, radicais e intoleráveis de serem assumidas do que parece quando nos detemos à espuma local do garrote ali tratado.

Lembrando que o garrote aqui na Botocúndia se perfaz em farsesca reencenação da peça "República dos Bananas", mediante o pas-des-deux MPF-PF-STF-Legislativo-midia-governamentalidade. 

Haja prato-feito pra tanta boca cheia de dentes e verdades nesse mata-esfola de que somos a bola da vez.

Comentários