necropolítica, biopolítica, palestinização da questão social, exceção como regra



Vai estudando aí esses termos do titulo do post.

Rola uns áudios no zapzap repassando a ordem: PCC acabou com briga de torcidas organizadas em SP.

A se confirmar isso, o estado paralelo controlará não só territórios nas quebradas.

Mas também os fluxos nas cidades.

Sinistro da Justiça já trabalhou para eles.

Geraldo-2018 vem aí.

Junte as peças.

A turma do "estado de direito" terá sair da caminha quente da fraseologia, escalar uns morros neo-constitucionais e descer uns despenhadeiros neo-processuais que seus sapatinhos urbanos de cromo alemão não vai aguentar.

Até lá, bolsas, lattes, carreiras.

Então de boas, floquinhos seguirão pagando as contas com suas fantasias.

Não haverá herdeiros do algodão doce conceitual jurídico, sociológico, econômico vendido a granel hoje aí nas bancas.

Não por falta de herdeiros, homens de boa fé nunca faltarão.

O estoque de açúcar é que será usado para outros fins.

Projeto inacabado será o título do lançamento do ano. Qualquer ano. Qualquer projeto.

Sempre inacabado, tadinhos.

O "núcleo normativo da democracia" verá o tamanho do "inacabado" quando a necropolítica passar a dar as cartas.


Comentários