estado das coisas

Eita que dá uma sensação tão ruim ler notícias hoje em dia...

Sumiu o "ponto de basta" que impedia certas linhas serem transpostas.

Outrora ele era coletivamente traçado. 

Sumiu.

Tudo agora é "desejado". 

Inexiste resistência digna do nome.

Quando eu estiver com esse estado de desânimo, postarei mais imagens, que seguem valendo tantas palavras possam ser imaginadas, depende de cada um, não há mais espaço para o "discurso do mestre", nem o militante, nem o engajado, nem mais nada. Morreram todos... 

Morremos um pouco mais e o resto é silêncio, já disse alguém.
















Comentários